quinta-feira, 7 de maio de 2009

O CANTO DO GALO

Pode bem ser que o canto do galo não fosse o canto de uma ave; e desde o começo não pretende significar isso. Acima de tudo, a casa do Sumo Sacerdote estava no centro de Jerusalém. E certamente não haveria um galinheiro no centro da cidade. De fato, havia uma regra na lei judia que era ilegal ter galos e galinhas na cidade santa, porque eles sujavam as coisas santas. Mas o período das três da madrugada foi chamado de canto do galo, e por essa razão. Naquela hora, a guarda romana era trocada no castelo de Antonia, e o sinal da mudança da guarda era um toque de trombeta. O termo latino para aquele toque de trombeta era gallicinium, que significa canto do galo. É possível que assim que Pedro fez sua terceira negativa, a trombeta da muralha do castelo ecoou sobre a adormecida cidade... E Pedro lembrou: e por causa disso ele derramou seu coração.

Os romanos dividiam cada dia em períodos de três horas chamados “horas”. Os períodos de três horas da noite foram chamados “vigílias”.

 

Vigílias:

Primeira vigília das 6:00 às 9:00.

Segunda vigília das 9:00 às 00:00.

Terceira vigília das 00:00 ás 03:00.

Quarta vigília das 03:00 ás 06:00.

 

Os judeus com freqüência usavam uma forma abreviada quando se referiam a essas vigílias da noite.

 

Mc. 13.35-37. Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã; para que, vindo ele inesperadamente, não vos ache dormindo. O que, porém, vos digo, digo a todos: vigiai!

 

“Tarde” era a expressão com a qual se referiam ao fim da vigília, ou seja, 21:00 horas.”Meia-noite” indicava o fim da segunda vigília. Você observou? “Cantar do galo” era o termo usado ór eles para o fim da terceira vigília, ou três horas da madrugada. E “pela manhã” o modo como se referiam ao fim da quarta vigília.

Quando Jesus disse: “antes que duas vezes cante o galo”, Ele estava se referindo ao fim da terceira vigília.

Se o insigh de Willian Barclay está correto, um sinal foi dado nas primeiras horas da madrugada, marcando o fim da terceira vigília , e esse sinal foi chamado de “cantar do galo”.  

 

Fonte/ Livro Marcado para Morrer, Charles Swindoll.  

6 comentários:

Ivan Tadeu Panicio Junior disse...

O irmão esctá a cada dia mais impossível!

Canto do galo ou corneta?

Coisa para teólogos.

Vai nesta tua força meu amigo.

Forte abraço

Danilo Fernandes disse...

Ola!

Navegando daqui para ali, achei seu blog. Vou aproveitar e vou segui-lo. Estou divulgando o meu, o Genizah. Quando tiver um tempinho, faça uma visita!

A Paz do Senhor!

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/

julio disse...

Muito agradecido querido danilo é um prazer ter voçê por aqui que deus lhe abençoe, forte abraço.

Felipe M.Nascimento disse...

Paz em Cristo jesus eu gostei muito do teu Blog é mo benção... ((Veja))www.blog-vidaprofetica.blogspot.com deixe um comentaria blz até logo valeuuuuu...

Laudicéia Mendes disse...

Paz do Senhor meu irmão, é um prazer encontrá-lo na blogosfera, onde tenho a oportunidade de matar as saudades e acompanhar os admiráveis pregadores Curitibanos,com os quais estou sempre aprendendo.
Abraços a você, tua família, e todos amados que seguem teu blog.

Mairon disse...

Paz do Senhor irmão, em uma oportunidade tinha comentado para membros da igreja sobre a questão do Galo e sim Trombeta e em pesquisa encontrei este belo artigo. Parabéns o Espirito Santo de usou muito e Que Deus continue te capacitando e te usando cada vez mais. Você é uma benção.
irmaomairon@gmail.com
quando quiseres mandar algo para nosso enrriquecimento cristão e teológico ai esta meu mail.